Ejaculação precoce: quando é necessário pedir ajuda?

Acabe com a ejaculação precoce!

A ejaculação precoce é considerada um distúrbio psicológico, e não um problema orgânico, sendo que na maioria das vezes não há problema físico com o homem. Não existe nenhum problema no sistema reprodutivo do homem: pênis, testículos, próstata e vesículas seminais funcionam de maneira perfeita. No entanto, o estresse, nervosismo e/ou preocupação com situações da rotina ou, e principalmente, com o próprio desempenho sexual fazem com o distúrbio seja recorrente.

A ejaculação precoce é definida quando não é possível controlar o orgasmo de modo que a relação seja satisfatória para o casal. Levando em consideração que pesquisas apontam que mais de 50% das relações sexuais de adultos, podemos considerar que é um problema da sociedade. Além de causar problemas no relacionamento do casal, que eventualmente levam à separação, há estudos que indicam que as chances de engravidar da mulher diminuem consideravelmente quando o homem não consegue controlar sua ejaculação.

Este distúrbio é comum para jovens que estão iniciando sua vida sexual, e para quem passa longos períodos sem ejacular. Os casos considerados graves são aqueles que ocorrem quando o homem tem uma vida sexual ativa e mesmo assim não consegue controlar sua ejaculação. Também são casos que necessitam de tratamento quando são usados preservativos próprios para o controle ou retardamento da ejaculação e isso não ocorre. Se você se enquadra em algum desses casos, é preciso procurar uma solução para o problema.

Quer saber como se livrar de vez da ejaculação precoce? Acesse http://www.fimdaejaculacaoprecoce.com/ e descubra como!

Se você gostou do post compartilhe no +1, Facebook e Twitter. Utilize os comentários abaixo para dúvidas, críticas ou elogios.